Image default
Home - Caixa de Pássaros
Resenhas Literárias Suspense

Caixa de Pássaros

42859296Caixa de Pássaros
I.S.B.N: 8580576520
Páginas: 272
Autor: Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de Pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Caixa de Passaros 2

Eu poderia começar a publicação elogiando a obra, mas vou começar dizendo que finalmente terminei a leitura. E se você acha que esse meu desabafo foi porque não gostei da história está enganado! Eu achei a ideia incrível, mas fiquei tão agoniada que não via a hora de chegar ao fim do livro.

Iniciamos a “Caixa de Pássaros” conhecendo Malorie e Shannon. Elas são irmãs e decidiram morar juntas. Malorie desconfia que está grávida, e apesar dela achar que vai ter que enfrentar um dos piores problemas da sua vida, pois não estava esperando a gestação, ela descobre que irá enfrentar um problema muito maior.

Caixa de Passaros 1

Esse problema inicia, quando começa surgir alguns casos,na mídia, pessoas perdendo a sanidade e se matando. Até então, eram casos isolados e não havia conexão um com o outro. Quando os casos começaram a aumentar, várias pessoas especularam o que poderia ter ocorrido para levar alguém ao suicídio. Nas redes sociais, haviam as pessoas que acreditaram na veracidade das informações e aquelas que acharam que não precisavam daquela atenção toda.

Shannon começou a se desesperar com as notícias e com as especulações depois de ouvir que as pessoas viam algo antes de perder a sanidade. Para evitar o pior ela se apressou e trancou toda a casa, colocando cobertores nas janelas. Mas, por algum descuido o pior aconteceu: A “praga” chegou na casa delas e Malorie perdeu a irmã.
Grávida e, literalmente, sozinha Malorie foi atrás de um grupo de pessoas que anunciaram no jornal um possível abrigo.  E foi assim, com olhos fechados, que ela apostou na sua sobrevivência.

Foi então que ela conheceu: Tom, Cheryl, Jules, Félix, Don e Victor (um cachorro que a ajudou bastante).  No tempo em que Malorie ficou na casa, ela pode conhecer cada morador e aprender a sobreviver com os olhos fechados. A casa contava com: comida enlatada, um poço, um sótão e um porão. Novos personagens foram surgindo no trama e com eles novos medos. Será que a casa era tão segura assim?

Caixa de Passaros

Eu fiquei agoniada com a história, porque consegui sentir as mesmas sensações que os personagens, através da descrição do autor. Imagina você acordar um dia e ao invés de abrir os olhos, tem que mantê-los fechados? Viver na incerteza do que poderia estar acontecendo do lado de fora, se haveria mais sobreviventes, do que poderia ter causado tudo aquilo: Criaturas? Demônios? Apesar de ter gostado da proposta do livro, não consegui imaginar a personagem principal fazendo tudo que estava descrito. Sozinha! Consegui enxergar a força e a vontade de sobreviver, mas há situações que achei forçado uma gestante fazer. Mesmo assim a história não perdeu a graça e o autor conseguiu prender a minha atenção até o último momento.  Os personagens são cativantes e me apeguei a alguns. Não soube me despedir, inclusive!

Recomendo a leitura!

 

Leia também:

A Maleta das Criaturas – Animais Fantásticos e Onde Habitam

Clayci

O Príncipe de Westeros e outras histórias

Diego Lorenzo

Doctor Who: The Secret Lives Of Monsters

Clayci

29 comentários

Bia Martins 17 de maio de 2016 at 11:10

É a segunda resenha que leio falando bem desse livro, desse sentimento de agonia para terminar logo haha. Nunca li um livro assim, fiquei com vontade!

beijo
http://www.blogbelatriz.com
YouTube Belatriz
Facebook Belatriz
Siga também o instagram do blog @blogbelatriz.

Resposta
Clayci 17 de maio de 2016 at 11:55

Super recomendo Bia

Resposta
Dai Castro 29 de abril de 2016 at 11:53

Eu gostaria de ler esse livro, parece causar bastante agonia no leitor, mas acho que é esse um dos papéis do thriller psicológico, né? As vezes, os autores forçam um pouco a barra com algumas situações e personagens, eu prefiro quando apesar de toda ficção e fantasia as coisas fiquem mais pé no chão, mas dependendo do contexto também não me incomoda tanto. Adorei as fotos 🙂

Resposta
Clayci 30 de abril de 2016 at 17:53

Dai, eu adorei a personagem principal, mas como ela estava gestante achei forçado algumas cenas.
Muito heroísmo sabe? Não perdeu a graça da história não, só achei que podia ser mais coerente com a situação atual rs

Resposta
Gilmara Valente 27 de abril de 2016 at 11:28

Estou enrolando para ler esse “A menina que tinha dons”
Já vai ser o próximo.

Resposta
Clayci 30 de abril de 2016 at 09:36

Eu gostei muito da leitura *_*

Resposta
Kaka Farias 26 de abril de 2016 at 13:53

Meu Deus, que tenso! Eu sempre vejo esse livro como um dos mais vendidos, nos sites que entro e nunca parei pra ler a sinopse. Fiquei bem curiosa pra saber o desfecho, e acho que deve ter sido agoniante toda essa sensação envolvendo os personagens. Adoro livros assim, agora estou lendo O Iluminado e apesar de já ter assistido o filme e saber o final, o livro é sempre mais rico, né? Mas ainda to no início, e tenho medo de ler a noite kkkkkkkkk :*

Resposta
Clayci 30 de abril de 2016 at 09:01

Eu li O Iluminado e é bem diferente do filme viu? Excelente escolha!!!

E eu gostei muito de Caixa de Pássaros, e estou aqui na torcida por outra obra do autor <3

Resposta
Beatriz Cavalcante 25 de abril de 2016 at 21:48

Caixa de pássaros foi um tiro para mim, haha. Eu sou bem medrosa então eu me sentia ali dentro da história, sabe? Ainda li o livro de noite então a agonia foi maior. Mas eu amei esse livro. Também achei que foi muito heroísmo para uma pessoa só no final eu senti falta de algumas explicações mas foi um livro que me deixou vidrada e eu gostei bastante. Tô esperando alguma coisa nova do autor. *O*

Beijo!

Resposta
Clayci 29 de abril de 2016 at 14:38

Estou na mesma espera Beatriz =/

E com a mesma pegada, por favor! HAHAHAHAHAHAHAH

Beijos

Resposta
Juliana 25 de abril de 2016 at 16:08

Essa capa me chama bastante atenção. Amei a resenha e achei interessante o enredo do livro. Quero muito ler. Adorei as fotos com a venda 😀

Beijos!

Resposta
Clayci 25 de abril de 2016 at 16:22

Obrigada Ju!!!!

Resposta
Nathalia Queiroz 25 de abril de 2016 at 14:29

Eu amei esse livro, é um dos meus favoritos, justamente por isso, por ele deixar a gente sem folego… Recomendo suuuperr!!
Tem algum outro nessa vibe pra recomendar Clayci?
Adorei tua resenha, bjs!

Resposta
Clayci 25 de abril de 2016 at 14:36

Você já leu “A menina que tinha dons”?
ele não dá agonia, nem medo, mas é do mesmo gênero pós-apocalíptico.

Resposta
Anny 25 de abril de 2016 at 11:51

Clay vou te confessar que acho eu que é a primeira vez que caio aqui no teu blog e o post é uma resenha. Flor eu não sabia que tu alem de fera nas fotos resenha tão bem tbm. Ha minto eu ja vi umas sim do Doctor Who mas mesmo assim ficou demais. Eu ainda não li esse livro, e tenho uns milhares pra ler, a lista parece que nunca termina ne??
Bjs

Resposta
Clayci 25 de abril de 2016 at 14:37

hahahaha fico feliz em ter vc aqui Anny!!

E muito obrigada pelo elogio.
A listinha por aqui só aumenta tbm =/

Beijo

Resposta
Gilmara Valente 25 de abril de 2016 at 10:49

ESSE LIVRO É MUITO BOM!
Já faz um tempo que li, mas da pra se sentir de olhos vendados e com receio do que pode acontecer.
Quando a história esta no fim que ela entra no barco com as crianças, pra mim é o apice.
Muito bom, recomendo demais.
Adorei a resenha 🙂
Beijão

Resposta
Clayci 25 de abril de 2016 at 14:48

Fiquei desesperada com essa parte, isso sim hahahahaha

Beijos e obrigada pelo comentário.

Resposta
Mari 25 de abril de 2016 at 09:50

Eu tenho esse livro no Kindle e morro de medo de lê-lo, hahahahahaha. Mas vou tomar coragem, a história parece interessante!
Beijos
Mari

Resposta
Clayci 25 de abril de 2016 at 14:52

Mari eu acho que vc vai gostar sim hahaha
Conhecendo um pouquinho do seu gosto =P

Beijos

Resposta
Thamyres Ederli 24 de abril de 2016 at 23:37

Eu não conhecia esse livro mas, fiquei muito agoniada com a história! Acho que não leria mas, gostei da resenha e principalmente das fotos, que ficaram muito lindas 🙂
Uma coisa, vi umas mudanças no blog (não sei se tem tempo ou qual a extensão delas) achei bem legal ;D

Resposta
Clayci 25 de abril de 2016 at 16:14

Teve algumas mudanças sim *_*
Mudei o logo e as cores do layout ^^
Obrigada por reparar..

Leia o livro sim, ele dá medo, mas vale a pena.

Resposta
Lilian Moraes 24 de abril de 2016 at 21:49

ADOREI! hahhahaa, já me prendeu a atenção na seguinte frase “…um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo…”, amo suspenses assim, não consigo imaginar vivendo sem abrir os olhos, vou ver para comprar imediatamente hahhaha. Adorei sua resenha, de tirar o fôlego!

Beijos
http://orangelily.com.br

Resposta
Clayci 25 de abril de 2016 at 16:16

Espero que vc goste da leitura ^^

Resposta
Chell 24 de abril de 2016 at 21:29

Manuuu que doido :O
Anotei aqui:)

Resposta
Rita 23 de abril de 2016 at 20:37

Eu terminei a leitura já tem alguns dias e acabei de escrever uma resenha (que não ficou tão boa quanto a sua, rs). Foi um livro que me surpreendeu, gostei muito apesar de ter achado o final um pouco previsível e bem aberto, acho que talvez para uma continuação, sei lá… É uma leitura que com certeza recomendo.
Beijos

Resposta
Clayci 24 de abril de 2016 at 20:02

Rita,confesso que eu tenho medo da continuação (caso tenha).
Medo de estragar a história e a imagem que construí dela hahahaha.

Resposta
Carol Garcia 23 de abril de 2016 at 12:52

Oi Clayci,

NOSSA! Se a resenha já deixa sem folego imagina o livro. Não tinha escutado falar dele, e acho que nem li algo parecido mas só pelo jeito que você escreve menina, já da vontade de ler em um dia!!!

Beijos

Resposta
Clayci 24 de abril de 2016 at 20:21

Carol, leia a história assim que vc tiver oportunidade *_*

Resposta

Deixe um comentário

* Seu comentário irá para aprovação

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE