as_letras_do_amor_1468332565596447sk1468332565bAs letras do Amor;
I.S.B.N:9788581638430;
Páginas: 224;
Autora: Paula Ottoni;
Editora: Novo Conceito;
Avaliação: ;
Sinopse: Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos. A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo. O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos.

Já começo a resenha me justificando: Eu não tenho o costume de ler romances – ainda mais de triângulo amoroso- mesmo assim sempre dou uma chance porque existem algumas histórias leves e com um ambiente divertido que acaba compensando no final, mas não consegui me prender com “As letras do amor”.

Logo nas primeiras páginas notamos que Bianca não está vivendo uma fase muito favorável. Ela não sabe o que quer da vida e desistiu de um curso que não estava lhe fazendo feliz; Seus pais andam brigando mais do que o normal e deixa exposto o fim da relação deles; Seus irmão estão em fase de crescimento e isso acaba interferindo em sua privacidade e ela vive um relacionamento estável, porém sente-se insegura a respeito de seus sentimentos.

as-letras-do-amor-1

As coisas pareceram melhorar quando surgiu uma oportunidade para morar com o seu namorado por 6 meses na Itália. Ele estava abrindo uma empresa e ela decidiu apoiá-lo e aproveitar esse momento para se afastar dos problemas de casa. Até então foi a melhor decisão que ela teve! Ela iria conhecer um país e aprender a língua dele, além de ter um momento sozinha e decidir o que quer fazer da própria vida. Isso até conhecer o melhor amigo do namorado!

A trama é narrada em primeira pessoa e talvez isto e a forma com que a personagem narra sua visão da história tenha me irritado um pouco. Bianca não conseguiu me prender com a sua história. Eu achei a personagem forte e independente até certo ponto, pois senti que ela dependia do namorado para continuar com a vida que estava vivendo. O namorado dela não estava mais presente e muitas vezes a deixava de lado e por causa dessa distância nasceu uma amizade forte entre ela e o melhor amigo dele, Enzo.

Ela se vê apaixonada por ele, mas como respeita Miguel, segurou o seu sentimento até o último. O amor entre Enzo e Bianca vai aumentando cada vez mais até chegar em um ponto em que ela decide se afastar para ver se consegue esquecê-lo.

as-letras-do-amor-2

Apesar do livro possuir cenários lindos e uma descrição maravilhosa sobre a reação da personagem ao ver a cidade pela primeira vez, eu senti que os personagens não foram bem desenvolvidos e isso fez com que a leitura ficasse cansativa. Bianca é confusa e não consegue ser madura o suficiente para lidar com as situações. Ela iniciou a história expondo seus problemas e dúvidas, mas elogiava o namorado dela. No meio da história ele começou a parecer o vilão! Ele começou a tomar atitudes sem sentido e fiquei me questionando se ele realmente foi o errado da história, pois achei a personagem tão mimada e infantil que tenho minhas dúvidas sobre as decisões dele.

Mas há algo que eu gostei muito no livro: a playlist da Bianca! Eu só não entendi a escolha do nome do livro já que “As letras do amor” só traz o nome da música em cada início de capítulo.

Infelizmente não fui feliz com a leitura…

Comentários

Comentários