Image default
Home - A vida do Livreiro A. J. Fikry
Drama Resenhas Literárias Romance

A vida do Livreiro A. J. Fikry

IMG_5254I.S.B.N 9788565530668 / Páginas: 192 / Editora: Paralela

Sinopse: Uma carta de amor para o mundo dos livros “Livrarias atraem o tipo certo de gente”. É o que descobre A. J. Fikry, dono de uma pequena livraria em Alice Island. O slogan da sua loja é “Nenhum homem é uma ilha; Cada livro é um mundo”. Apesar disso, A. J. se sente sozinho, tudo em sua vida parece ter dado errado. Até que um pacote misterioso aparece na livraria. A entrega inesperada faz A. J. Fikry rever seus objetivos e se perguntar se é possível começar de novo. Aos poucos, A. J. reencontra a felicidade e sua livraria volta a alegrar a pequena Alice Island. Um romance engraçado, delicado e comovente, que lembra a todos por que adoramos ler e por que nos apaixonamos.

Sabe quando você termina de ler uma série e fica sem chão? Você não sabe o que fazer, que leitura começar e foi então que compartilhei meu drama no instagram. Daí minha amiga Laura sugeriu “A vida do Livreiro”  da Gabrielle Zevin e dei uma chance para a leitura O Livro é pequeno (menos de 200 páginas) e eu gostei da história, apesar de não haver nada de surpreendente, conseguiu prender minha atenção e ficar ansiosa com os acontecimentos.

A história é sobre A.J, dono de uma livraria em uma ilha (a única livraria da cidade) chamada Island Books. Logo nas primeiras páginas percebemos a arrogância dele, pois uma representante de uma editora foi até sua loja apresentar alguns títulos e ele a trata super mal (ela era nova na profissão e não conhecia os gostos do A.J). Ela tentou recomendar um dos seus títulos favoritos “Desabrochar tardio”, mas ele não quis nem ouvir a opinião dela e a já dispensou a sugestão.

IMG_5261

As vezes os livros só nos encontram no momento certo

Apesar da “primeira-má-impressão” sobre A.J, nas páginas seguintes conhecemos um pouco melhor a sua história. Ele perdeu a mulher em um acidente de carro e era totalmente solitário (vivia bebendo e se alimentava mal). Possuía uma edição rara de um livro que valia muito dinheiro e a venda desse livro estava em seus planos, pois queria fechar a livraria e ter uma vida mais tranquila, diferente da atual. E um dia, após ele ter bebido muito percebe que esse livro foi roubado, prestou queixa na delegacia e na espera de respostas acaba se deparando com uma surpresa. Após uma corrida matinal ele encontra em sua livraria uma menina de 2 anos com um bilhete dizendo que ele saberia cuidar da criança e que ela ficaria melhor aos cuidados dele.

IMG_5259

Quer que Maya leia livros ilustrados literários, se é que isso existe. E de preferência feministas. Nada com princesas. E não é que esses livros existem?”

É a partir desse momento que a história fica legal, com a chegada de Maya a rotina de A.J muda por completo, aos pouquinhos ela transforma a vida dele (a ponto de fazer novas amizades e ficar acordado a noite quando ela adoece). O livro é uma verdadeira lição de vida, mesmo não havendo nenhuma cena surpreendente e a história sendo rápida, a autora consegue abordar situações que enfrentamos diariamente e faz com que refletimos sobre nossos atos (agradecer mais, reclamar menos #notamental), além de ter várias referências literárias.

Obs: Apesar do livro ser pequeno, tem muita história dentro dele! Recomendo a leitura 😉

Alguém ai já leu?
Beijos

Leia também:

O Amuleto #4: O último conselho – Kazu Kibuishi

Clayci

Time Riders #3 -O código do apocalipse – Alex Scarrow

Clayci

Resenha: Destrua esse Diário

Clayci

46 comentários

Ludmila 5 de abril de 2015 at 21:15

Vou colocar na minha lista 😀

Resposta
Clayci 6 de abril de 2015 at 21:35

hahaha leia simmm

Resposta
Kat Farias 31 de março de 2015 at 22:25

Ahhh, parece bonitinho. Fiquei curiosa pra saber como é a Maya, fiquei já imaginando e deve ser uma fofura. :*

Resposta
Clayci 6 de abril de 2015 at 22:23

Assim que puder leia ^^ vale a pena

Resposta
Tamirez 31 de março de 2015 at 14:28

Esse se tornou um dos meus livros preferidos sem nenhum esforço. Ele é tão leve e ao mesmo tempo, tão profundo.
Devorei em um dia e achei a história muito amor. Apesar de saber que muita gente não curtiu, eu sempre recomento <3

Beijoos
http://resenhandosonhos.com

Resposta
Clayci 31 de março de 2015 at 19:58

Sério que alguém não gostou dessa história? =D Achei ela tão fofa

Resposta
Chell 31 de março de 2015 at 09:14

Poxaa, fiquei interessadíssima na história. Leiturinha rápida e me pareceu gostosa. To anotando aqui. =D

Resposta
? LUA ? 30 de março de 2015 at 22:05

Eu adoro suas resenhas de livros, mas tenho a impressão de que já li essa resenha, e achei que já tinha comentado.
haha sou sonsa

Resposta
Clayci 31 de março de 2015 at 20:10

hahah Obrigada Lua =D

Resposta
Patricia Leardine 30 de março de 2015 at 19:56

Nunca li… Mas gosto muito de livros sobre escritores, livrarias, livreiros (livreiros acho que nunca li!) e que divagam sobre literatura, mas sem ser chato ou acadêmico. rsrs

Resposta
Si 30 de março de 2015 at 18:49

Parece um livro bem legal. Acho que daria um ótimo filme…rs
Bjus e carinhos, fica com Deus.

Resposta
Clayci 31 de março de 2015 at 20:13

Pensei nisso tbm Si!

Resposta
Ágata Bresil 30 de março de 2015 at 18:18

Faz tempo que não leio um livro pequeno e cheio de história dentro. Tenho a leve impressão de que vou amar este, sua amiga acertou na indicação.

PS: Suas fotos são incríveis. Tudo Tem Refrão

Resposta
Clayci 31 de março de 2015 at 20:18

Obrigada pelo elogio Ágata <3

Resposta
monique 30 de março de 2015 at 16:00

Nunca li e tinha ouvido falar pouco deste livro. Mas vendo agora sua postagem, me deu muito interesse de ler. Parece bem legal a história 🙂

Resposta
Nayh 30 de março de 2015 at 14:32

Tenho esse livro no meu Kobo, mas li só algumas poucas páginas e deixei de lado. Acho que não gostei muito do começo, mas se você diz que melhora, então darei uma segunda chance para ele. 🙂

Resposta
Clayci 31 de março de 2015 at 20:29

melhora sim, na verdade as coisas acontecem rápido demais hauhauha

Resposta
Nataly Nunes 29 de março de 2015 at 22:21

Ainda não li, mas tenho vontade. Está na minha lista de desejos, inclusive. 🙂

Resposta
Bruna 29 de março de 2015 at 17:00

Oi Clay! Não li e, na verdade, não conhecia. Mas, lendo a sua resenha parece bem gostosa a leitura. Aliás, adoro as suas resenhas, gosto do jeito que vc analisa os livros. Beijos!

http://www.chezb.com.br

Resposta
Clayci 31 de março de 2015 at 20:36

Obrigada Bru!!

Resposta
Bianca 29 de março de 2015 at 16:33

Não conhecia, mas gostei da sua resenha, vou adicionar à minha lista de leitura.
Beijos

Resposta
Suzana 29 de março de 2015 at 15:16

Sou livreira e fiquei apaixonada ao ver esse livro lá no trabalho! De cara já quis levar e ler… Mas como já tinha comprado outros títulos tive que deixa-lo para depois. Mas ainda vou lê-lo <3

Resposta
Mari Cruz 29 de março de 2015 at 15:01

mais um pra minha wishlist *———————-*

Resposta
Rithynha 29 de março de 2015 at 11:50

Oie! Tudo bem?

Já esbarrei com esse livro algumas vezes nas minhas idas às livrarias por aqui. Até me interessei pelo título, mas acabei não comprando.
Agora que vi sua resenha quem sabe não dê uma chance ao AJ?

Beijos e bom domingo!

Resposta
Marina Nobre 28 de março de 2015 at 21:49

Oi, Clayci. Adoei a sugestão, ando meio com preguicinha de ler livros, então acho que a melhor forma de voltar à rotina de leitura é priorizando os livros pequenos.
Esse me pareceu muito curioso, e eu adoro crianças, então a Maya vai me interessar bastante.
Valeu a sugestão. Continue postando livros, please!
Beijos
http://www.rockandrose.com.br

Resposta
Adriel Christian 28 de março de 2015 at 09:24

Acho que eu preciso pra ontem desse livro. <3 Eu ultimamente ando gostando muito de livros assim: curtos, mas com uma história bacana. Falta de tempo pros livrões, sabe?!

O livro parece ser muito bom! Já incluí na minha listinha.

Resposta
Clayci 31 de março de 2015 at 21:03

Não consigo acessar seu blog =/

Resposta
Cláudia Isabel Pereira 27 de março de 2015 at 19:29

fiquei bastante curiosa e com vontade de ler.. 🙂

Resposta
Blog Urbano & Retrô 27 de março de 2015 at 19:15

Adorei a dica, parece ser bom!
Ah, super admiro você conseguir ler livro digital, sério! Eu sofro não consigo… tem que ser no papel mesmo!

Beijos, Jell & Marcelo ?
http://www.urbanoeretro.com.br
youtube.com/blogurbanoeretro

Resposta
Blog Urbano & Retrô 27 de março de 2015 at 19:14

Adorei a dica, parece ser bom!
Ah, super admiro você conseguir ler livro digital, sério! Eu sofro não consigo… tem que ser no papel mesmo!

Beijos, Jell & Marcelo ?
http://www.urbanoeretro.com.br
youtube.com/blogurbanoeretro

Resposta
Beatriz Cavalcante 27 de março de 2015 at 18:37

Eu vejo a capa desse livro e não tenho muita vontade de ler. Sempre vejo ele e acho que vai ser uma história sem graça mas agora com a resenha vi a história é bem legal e interessante. Só falta eu desencanar da capa, hahaha.

Beijos!

Resposta
Fabiana 27 de março de 2015 at 17:43

Não conhecia, mas eu gostei bastante da sua resenha, então me interrei muito.
http://pensamentosdefabs.blogspot.com.br/

Resposta
Anita 27 de março de 2015 at 15:11

Já vi muito esse livro nas livrarias e sempre ouvi muita coisa boa dele 😀 Só que agora estou com uma pilha enooooorme de livros pra ler… Quem sabe no próximo semestre 😀

Resposta
pedro santtos 27 de março de 2015 at 14:38

Que livro legal, achei ele muito criativo e com um historia de chamar atenção, o que mais me chamo atenção nele foi a a seguinte frase “Livrarias atraem o tipo certo de gente” isso é verdade hehe, parabéns pelo post 😀
Abraços!!!

http://www.pedrosanttos.com/

Resposta
Wanessa Oliveira 27 de março de 2015 at 14:00

nunca tinha escutado falar desse livro. Adorei a resenha <3
bjokas http://diadebrilho.com

Resposta
Pamela 27 de março de 2015 at 13:46

Achei interessante, ainda não conhecia..
Beijos!

Blog Pam Lepletier

Resposta
Thayse Stein 27 de março de 2015 at 13:36

Gente, que amor, sério, adorei essa resenha, essas fotos, tudo. Fiquei bem curiosa pra ler, porque apesar dele parecer pequeno, também parece muito interessante.

?
Beijos
Brilho de Aluguel

Resposta
Paula Lopes 27 de março de 2015 at 13:04

Eu simplesmente amo livros e filmes que passam lições de vida, acho super importante. Achei legal a ideia de um livro, falar sobre o mundo dos livros rs Tenha um fim de semana abençoado, beijos!

Blog Paisagem de Janela
paisagemdejanela.blogspot.com.br

Resposta
Luly 27 de março de 2015 at 11:51

Eu adoro histórias assim, em que você não tem nenhuma super surpresa com consegue tirar uma lição legal disso. No começo da sua resenha eu não vi nada de mais, mas aos poucos ele foi me ganhando pela sua opinião, que nem fez com você durante a leitura!

Resposta
Reh 26 de março de 2015 at 23:29

tão bom quando livros nos tiram do eixo, nos fazem pensar e repensar sobre a vida e como agimos, né? 🙂
Muito obrigada por comentar no meu blog!
Sempre que atualizar me deixe um recado no meu blog! ???

Instagram: @blogdareh

Canal do YT: youtube.com/blogdareh

Fanpage: facebook.com/blogdareh

Beeeijooos da Reh,

http://www.blogdareh.com.br

Resposta
Dud's 26 de março de 2015 at 16:42

Parece muito reflexivo e bom, fiquei muito curiosa!

Resposta
Juliana 26 de março de 2015 at 16:03

Ainda não li não…parece interessante. me fala uma coisa, que aparelhinho é esse que você usa?É o kobo? Não, né?

Resposta
Clayci 26 de março de 2015 at 16:42

Não, Ju! É o Lev da Saraiva ^^

Resposta
Ana Claudia 26 de março de 2015 at 13:34

Fiquei muito curiosa para ler esse livro! Gosto dessa ideia de mudanças radicais na vida de pessoas que já passaram por muita coisa! Já entrou na minha wishlist!

Resposta
Vickawaii 26 de março de 2015 at 10:01

Oi Clayci! Nunca tinha ouvido falar neste livro, mas a temática me interessou bastante e os quotes escolhidos atiçaram ainda mais minha curiosidade. Valeu bastante a dica!

Beijos, Vickawaii
http://finding-neverland.zip.net

Resposta
hellz 26 de março de 2015 at 09:54

gosto de temáticas que envolvem pessoas sozinhas. SIm, me identifico. E unindo isso aos livros então…

só não gosto de ler nesses instrumentos tecnológicos. HAHAHAH sou meio cega e não troco folhear as páginas e sentir o cheiro de livro novo (ou velho, tanto faz) <3

beijo

Resposta

Deixe um comentário

* Seu comentário irá para aprovação

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE