A Sétima Morte - Paul Cleave (Uma viagem pela mente de um serial killer)

Sempre fico empolgada na hora de ler uma obra de suspense. Adoro tramas com investigações, assassinatos e quando leio “serial killer” na sinopse já crio expectativas com a leitura. A sétima morte é do autor neozelandês Paul Cleave e foi publicado pela editora Fundamento. E o grande diferencial do enredo é que o livro é narrado em primeira pessoa, ou seja, por ninguém menos que o próprio assassino.

SOBRE A HISTÓRIA

“Não foi difícil eles duvidarem da minha história, e quando falei da recompensa, alegando que a merecia por tê-lo matado e, em seguida, usei a palavra ‘lá fora’ para indicar onde havia matado a vítima a facadas, minha performance de ‘Joe lerdo’ estava sacramentada. Quando deixei de ser Hannibal Lecter para me tornar Forrest Gump em questão de segundos, descobri que a polícia não tinha suspeito algum.”

Só de ler esse pequeno trecho já dá para ter uma ideia sobre o assassino. Joe é um cara inteligente, mas não quer que ninguém saiba disso. E ele consegue disfarçar muito bem, pois para todos de seu trabalho ele é conhecido como o “Joe lerdo“. Ele consegue esconder a sua identidade trabalhando como faxineiro em uma delegacia de policia. Ele se sente orgulhoso por conseguir enganar a todos fingindo ser um “deficiente mental”. Joe está sempre disposto a ajudar, ama o seu trabalho e chega sempre no horário. Porém o que ninguém sabe é o que ele faz fora do ambiente de trabalho.

A Sétima Morte - Paul Cleave (Uma viagem pela mente de um serial killer)

Joe mora sozinho em um apartamento pequeno (caindo aos pedaços) e as suas únicas companhias são os seus peixes de estimação. Às vezes (depois de muita chantagem emocional) ele visita sua mãe e cumpre direitinho o seu papel de filho. Essa é a sua rotina; Joe vive tranquilo em seu mundo e ninguém o incomoda. Ele também não se incomoda com o título de carniceiro de Christchurch que a mídia colocou nele. Joe sabe que tem um assassino cruel aterrorizando a cidade, mas também sabe que faz o serviço direito e que a polícia não tem pistas e nenhum suspeito para apontar.

De acordo com as notícias o Carniceiro de Christchurch matou sete vítimas, contudo uma delas nunca fora encontrada. Joe não está muito contente com essa descoberta, pois não foi ele quem matou a sétima. Alguém cometeu o crime de forma bem parecida e por isso o delegado colocou essa vítima na “conta” do Carniceiro. Ele ficou tão irritado ao ver que alguém está usando a suas habilidades e fama que quer provar que não matou essa mulher. Por trabalhar em uma delegacia, começa uma investigação por conta própria.

MINHA OPINIÃO

Esse livro provocou vários sentimentos em mim. O primeiro (e principal) foi o de revolta ao ver a forma com que o personagem narra e detalha os seus crimes. Há várias cenas que me deixaram horrorizada com a sua frieza e naturalidade. Estou acostumada a ler livros do gênero, mas quase sempre em terceira pessoa, por isso achei genial a maneira com que o autor desenvolveu esse enredo.

A Sétima Morte - Paul Cleave (Uma viagem pela mente de um serial killer)

Entrar na mente perturbada de Joe foi algo inexplicável. Teve alguns momentos que senti que a leitura estava se arrastando, no entanto, acredito que tenha sido proposital. Joe é um personagem muito inteligente e deixa claro, logo nas primeiras páginas, que mata pela sensação de “poder”. Não sei se consigo explicar de um jeito claro, todavia irei tentar. É angustiante e interessante ao mesmo tempo. Há várias cenas que me deixaram enjoada (como as de estupro), mas fiquei curiosa ao notar que ele agia com a razão em todos os momentos.  Dessa forma conseguimos ter uma pequena noção de como uma mente doentia funciona.

Tem uma personagem que é importante na história, mas que no inicio eu demorei para entender o seu papel. Sally trabalha no mesmo lugar que Joe e é a única pessoa que repara nele. Essa moça perdeu um irmão – que era deficiente mental – e acredita que pode ajudá-lo (é claro que ele não faz ideia de quem ele é)

Joe é um assassino cruel e a nenhum momento o autor tenta justificar os seus atos, mesmo deixando claro que ele é cheio de problemas e possui uma mente completamente perturbada. Ele adora contar vantagem e gosta de lembrar a si mesmo o quanto é inteligente. Também vive menosprezando a polícia e dizendo que são incapazes de descobrir os seus crimes. A história foi muito bem desenvolvida e o final foi bem inesperado (gostei disso).

Me peguei rindo de alguns pensamentos do Joe e do seu humor ácido. Mas mesmo com todo esse potencial e acreditando que tenha sido proposital a demora dos acontecimentos, senti preguiça algumas vezes e com vontade de pular algumas páginas. Entretanto fico feliz por não ter abandonado a leitura, pois gostei bastante do final.

Recomendo

A Sétima Morte - Paul Cleave (Uma viagem pela mente de um serial killer)

 

A Sétima Morte Book Cover A Sétima Morte
Paul Cleave
Fundamento
312

Sinopse: Conheça Joe: um sujeito comum, de trinta e poucos anos, que passa seus dias dividido entre um emprego diurno em uma delegacia de polícia e atividades noturnas bastante peculiares. Visto por quase todos como apenas um faxineiro com uma deficiência mental, Joe parece ter total controle sobre a sua vida pacata: ninguém o incomoda, ele não perturba ninguém.

Como Joe vive isolado em seu mundo, ele é um dos poucos moradores da cidade de Christchurch que não está aterrorizado com a ameaça de um serial killer que já fez sete vítimas e está longe de ser pego. No entanto, por ser muito mais esperto do que prefere aparentar, Joe decidiu "ajudar a lei" e sair em busca do assassino, para que ele seja finalmente punido por seus crimes - talvez até por alguns que não tenha cometido.

Nessa caçada intensa e doentia, Joe vai mergulhar no submundo da cidade e descobrir que todos (inclusive ele) possuem segredos que jamais deveriam vir à tona. Mas o que importa de verdade é: o "carniceiro de Christchurch" continuará livre? Suas vítimas vão receber justiça ou o criminoso vai permanecer solto e invisível como um fantasma cruel e sanguinário?

A sétima morte - Uma viagem pela mente de um serial killer.

Comentários

Comentários