A menina que não acredita em milagres;
ISBN:9788581638157;
Páginas: 327;
Autora: Wendy Wunder;
Editora: Novo Conceito;
Avaliação: 
Sinopse: Campbell tem 17 anos.
Ela não acredita em Deus. Muito menos em milagres. Cam sabe que tem pouco tempo de vida, por isso quer viver intensamente e fazer tudo o que nunca fez, no tempo que lhe resta. Mas a mãe de Cam não aceita o fato de perder a filha, assim, ela a convence a fazer uma viagem com ela e a irmã para Promise um lugar conhecido por seus acontecimentos miraculosos. Em Promise, Cam se depara com eventos inacreditáveis, e, também, com o primeiro amor. Lá encontra, finalmente, o que estava procurando mesmo sem saber. Será que ela mudará de ideia em relação à probabilidade de milagres? A Menina que não Acredita em Milagres vai fazer você rir, chorar e repensar sua conduta de vida.

*Livro cedido em parceria com a editora.

Sabe aquele leitura pesada que te faz refletir melhor sobre a vida? Quando li a sinopse de “A menina que não acredita em milagres” me identifiquei muito com a personagem. Eu já passei pelo câncer, mas ao contrário da personagem eu não sabia o que estava acontecendo e por isso eu não tinha ideia sobre em que me apegar para acreditar na cura. Campbell já sabia como iria morrer desde os 10 anos de idade quando perdeu o seu pai. E é por causa dessa perda –e da relação que a sua mãe tinha com ele – que é fácil compreender o porquê da Cam não acreditar em milagres, Deus, amor e em qualquer outra coisa.

Hoje com 17 anos ela recebeu o diagnóstico final do seu médico. Ele disse que não havia mais nada que poderia ser feito e que Cam dependeria de um milagre para conseguir sobreviver, pois a ciência já tinha feito de tudo para reverter a situação e tentar acabar com aquela maldita doença. Mas mesmo Cam aceitando esse fato com naturalidade, sua família não aceitou! Sua mãe quis buscar métodos alternativos (depois de já ter tentado vários) e por isso decidiu se mudar para Promise que fica no interior do Mine. Promise é conhecida como a cidade dos milagres e é lá que a mãe – e a irmã de Cam – pretendem buscar a cura.

Campbell é uma personagem forte e inteligente, mas muito egoísta. Eu entendo sua motivação e é fácil compreender sua vulnerabilidade, porém ela faz as coisas achando que está afetando única e exclusivamente ela e não se dá conta que sua família sofre junto. Por isso logo nas primeiras páginas eu não consegui admirar a personagem, todavia peguei birra com ela. Claro que ela muda esse comportamento quando vai para Promise, pois uma série de acontecimentos inesperados acontecem, mas ver ela melhorando seu humor e conhecendo novas pessoas ajudou-me conviver melhor com a personagem.

É importante dizer que em nenhum momento o livro fala sobre religião, apesar de ter vários personagens com as suas crenças. O livro aborda sobre a fé e de como a vida responde de forma positiva quando acreditamos e confiamos nela. Então em “A menina que não acredita em milagres” podemos sentir como a solidão faz mal e entender como é importante  ser grato pelo dia de hoje.

Apesar da sinopse já entregar o final da história, vale a pena acompanhar a trajetória da Cam e conhecer as pessoas que fazem parte da sua vida. Ela tem uma amiga que sofre da mesma doença e que decidiu viver sem se preocupar com o amanhã e ela faz novos amigos na cidade de Promise, além de ter contato com uma pessoa que comprovou que o amor existe.

Gostei muito da leitura e da mensagem passada na história, por isso recomendo.

Beijos

Comentários

Comentários