LONGA_E_SOMBRIA_HORA_DO_CHA_DA_1465561122590538SK1465561122BA Longa e Sombria Hora do Chá da Alma;
I.S.B.N:
9788580415599;
Páginas: 224;
Autor: Douglas Adams
Editora: Arqueiro
Sinopse:  Kate Schechter devia ter prestado atenção aos avisos que o universo tentava lhe dar. No aeroporto de Heathrow, prestes a embarcar para a Noruega, a americana pensa em todos os sinais que lhe diziam para não fazer aquela viagem. Ainda assim, ela não está nem um pouco preparada para a explosão do balcão de check-in, que destrói parte do terminal. Enquanto isso, no norte de Londres, o detetive Dirk Gently está no fundo do poço: sem dinheiro, vive de bicos como quiromante numa tendinha. Refletindo sobre seu fracasso, ele lembra de repente que, na verdade, tem um cliente e está absurdamente atrasado para o encontro aquela manhã. Porém, o investigador chega tarde demais. Sentindo-se culpado pela sina do homem, ele resolve mais uma vez fazer uso da interconexão de todas as coisas e vê uma ligação do seu caso com os estranhos eventos no aeroporto. Abrindo caminho em meio aos elementos mais absurdos, Dirk se depara com uma máquina de refrigerante que aparece nos lugares mais improváveis, uma águia hostil que insiste em atacá-lo, um hospital sinistro para casos exóticos

Quando recebi o livro A Longa e Sombria Hora do Chá da Alma, logo imaginei que mundo fantástico criado por Douglas Adams estaria à minha frente dessa vez, ainda mais depois de ter lido a coletânea presente em O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias, porém dessa vez o autor me fez mergulhar com os pés um pouco mais no chão, levando-me aos problemas cotidianos de um detetive particular carregado de problemas medíocres da vida real, chamado Dirk Gently; que por sua vez tem seu caminho entrelaçado com o de Kate Schechter, uma mulher comum com uma vida comum em Londres e com saudades das pizzas de Nova York.

De início parece que tudo irá transcorrer de forma lenta e pacata, com parágrafos ricos em detalhes, como não poderia deixar de ser, vindo de Adams. Para quem está acostumado isso passará normalmente e cada cenário e momento poderão ser recriados em sua mente com facilidade e perfeição, porém se não está, só peço que aguarde pelos capítulos subsequentes, com uma intensificação da história e dos fatos, onde a monotonia da vida corriqueira não terá vez.

A Longa e Sombria Hora do Chá da Alma 1

Gostaria de não dar muitos detalhes em si da história, afinal ela me deixou com a pulga atrás da orelha por diversas vezes, tentando saber até onde ela era “real” ou coisas da cabeça de alguém, algum devaneio de Gently ou até mesmo de Schechter, ou até mesmo uma mistura de mundos fantásticos e seres divinos com o mundo real; pois situações que causam mistério enquanto nenhuma explicação plausível surge, a exemplo da explosão que ocorre no terminal do aeroporto sem motivo aparente, ou do “suicidassassinato” que recai no colo do nosso não tão sagaz detetive, ou também de uma águia que teima em fazer voos rasantes nas pessoas; e quem sabe até pelo fato de pessoas que se dizem com poderes ou se intitulam divinas, mas que pelo está escrito mais parecem devaneios de uma mente perturbada.

Eu poderia dizer que demorou muito para as coisas ficarem sim interessantes nesse livro, mas ao final dele devo mudar minha opinião e assumir que o autor soube dar o tom certo, talvez querendo demonstrar que coisas incríveis podem surgir diante da sua vida, por mais que ela pareça monótona ou chata; não que seres fantásticos, assassinatos misteriosos ou um detetive particular irá bater à sua porta amanhã, mas sim que a possibilidade de coisas diferentes e interessantes existe e vêm até você quando menos se espera.

A Longa e Sombria Hora do Chá da Alma 2A Longa e Sombria Hora do Chá da Alma 3

Ainda devo dizer que este livro se trata de uma segunda história da série que tem como foco Dirk Gently; e como não li o primeiro livro não sei dizer até que ponto ele teria alguma importância para compreender a personagem ou a história em si, mas não senti que fez uma falta relevante para tal. Agora fiquei curiosa para saber como foram os primeiros casos de Gently.

E aí o que acham? Gostariam de conhecer Dirk Gently e Kate Schechter nessa aventura?

PS: Esta resenha foi publica às 12 h 10 min, pois, segundo Dirk Gently, ninguém comete assassinatos antes do meio-dia.

beda2016

Comentários

Comentários