Filmes & Séries

13 Reasons Why (2ª Temporada): Vale a pena assistir?

13 Reasons Why (2ª Temporada): Vale a pena assistir?

Eu fui uma das pessoas que julgou desnecessário a segunda temporada de 13 reasons why. Compartilhei a minha opinião sobre a primeira aqui no blog e deixei claro que não curti a forma com que os produtores estavam culpabilizando e não conscientizando sobre a prática de Bullying.

Porém inicio essa publicação dizendo que eu estava completamente errada. Mesmo me baseando na obra original – para acreditar que não era necessária a continuação – a primeira temporada deixou claro que os personagens precisavam de um desfecho. Nós tivemos os motivos que causaram o suicídio da Hannah Baker, mas não tivemos acesso ao outro lado. E muito menos tivemos a conclusão (e quem sabe a resolução) do caso. Bryce precisava ser julgado, assim como os outros personagens precisavam contar a sua versão antes de escutarem as fitas.

Inclusive, as fitas não são mais destaques nessa nova temporada. Elas mal aparecem (apenas para relembrar alguns fatos e serão usadas durante o julgamento), agora serão as polaroids que irão mostrar os segredos registrados. Muitos acreditavam que Olivia Baker (mãe de Hannah) iria aceitar o acordo, no entanto, ela se mantém contrária à escola e não vai medir esforços para continuar com o processo e conseguir justiça.

13 Reasons Why (2ª Temporada): Vale a pena assistir?

Não entrarei em detalhes sobre os episódios, mas posso adiantar que a ideia é ouvir a versão de cada envolvido. Senti que essa temporada está mais pesada que a anterior. Há muitas cenas fortes, mas necessárias para nos levar a uma complexa reflexão. Se antes eu tinha reclamado sobre a atitude de Hannah (ao gravar as fitas e passar a sensação de vingança o invés de justiça) agora eu consegui enxergar um conjunto de perspectivas distintas. Há outras vítimas que sofreram abuso sexual e que convivem com conflitos emocionais em segredo.

E o mais incrível é que nos primeiros episódios ficamos perdidos e somos conduzidos a um entendimento precoce, completamente equivocado. Ficamos em dúvida sobre as motinações dos personagens e tentando entender o seu comportamento durante o julgamento. Porém, percebi que os produtores tiveram mais cuidado na hora de apresentar o conteúdo. Logo no primeiro episódio, os atores conversam sobre a série e a importância de procurar ajuda.

O Bullying continua sendo discutido durante os episódios, contudo, a violência vai mais além. Dessa vez veremos mais cenas que envolvem bebidas, drogas e estupros. Olivia quer responsabilizar o colégio pelo o que aconteceu com a sua filha. Mas o colégio quer se livrar dessa responsabilidade e a advogada de defesa distorceu a imagem da Hannah no tribunal. Achei as cenas do julgamento bem dramáticas, mas essenciais para refletir a respeito. Há um culpado? A escola tem que tem que se responsabilizar pelo crime ou são os pais?

13 Reasons Why (2ª Temporada): Vale a pena assistir?

Enquanto Olivia reclama que a escola não a sinalizou sobre o comportamento da filha, a escola tenta argumentar dizendo que foram outros fatores que levaram ao ocorrido e que a responsabilidade não é deles. O fato é que essa discussão é importante para compreender a necessidade da parceria entre ambos. A falta de comunicação entre a escola, os responsáveis e a sociedade faz com que a gente feche os olhos para o que não deveríamos.

Como havia dito no inicio da publicação, nessa segunda temporada de 13 Reasons Why serão as polaroids que terão destaque. Essas fotos vão aparecer (e colaborar) para reforçar o caráter de Bryce. Porém por mais que isso contribua no processo e no entendimento de alguns fatos, não gostei da forma com que elas foram usadas. Senti – mais uma vez – que se preocuparam em culpabilizar e usaram essa ferramenta como forma de chantagem. Se você sofre Bullying, é ameaçado e até mesmo chantageado, procure ajuda e não fique em silêncio (da mesma forma que os personagens ficaram).

E mesmo não detalhando as cenas, preciso compartilhar que fiquei arrasada com o último episódio. Eu aguentei todos os anteriores (claro que me senti mal), mas o último fez com que eu chorasse e sentisse mais empatia pelo personagem Tyler. Eu achei que valeu a pena essa segunda temporada e fiquei curiosa para saber se teremos continuação.

PLAYLIST DA SEGUNDA TEMPORADA DE 13 REASONS WHY

Alguém aí já assistiu?

Leia também

Crítica: Stranger Things (2ª temporada) Sem Spoilers

Clayci

Doctor Who: 13º Doctor – Além do espaço, tempo e aparência

Clayci

Crítica: Lucifer (1ª temporada)

Clayci

31 comentários

Shell 14 de junho de 2018 at 21:00

Tanto a primeira quanto a segunda temporada fizeram eu me sentir como se tivesse sido atropelada por um caminhão. São super pesadas mas, na minha opinião, super bem dirigidas. Desde My so-called life que uma série não me prendia a atenção dessa maneira. Eu achei um ótimo trabalho de edição e redação MAS concordo com os pontos que tu apontastes. A romantização do suicídio da Hannah também me perturba bastante e o fato de que eles não vêem os adultos como fonte de ajuda. Depois de assistir a segunda temporada, decidi que definitivamente minhas filhas vão estudar em casa quando chegarem na high school. Assim, sem ser dramática. hahahahah

Responda
Clayci 22 de junho de 2018 at 13:51

Pior que vendo essa série faz a gente pensar no futuro mesmo.
A gente não quer isso para nossos filhos, sobrinhos…
Fiquei chateada demais com a trama e mesmo curiosa pela terceira temporada, espero que eles não pesem a mão =/

Beijos <3 e obrigada pelo comentário Shell

Responda
Rosana 7 de junho de 2018 at 21:32

Terminei de ver a série de nesse exato momento e vim aqui ver o seu post. Estou bem dividida, eu gostei de muitos aspectos da série. Esse negócio de acrescentar outros pontos de vista e apresentar novos fatos, por exemplo. É óbvio que o seriado quis passar uma mensagem e que provavelmente ela vai ser ouvida e, assim como na série, distorcida. Hmm, eu não culpo a escola, e também não culpo os pais. Não tem esse negócio de culpa, acho que é um conjunto de fatores. Cada um sabe o que faz e o que pesa na consciência. No entanto, o que ficou mais evidente é que falta diálogo entre as pessoas. Tanto da parte dos pais, quanto da parte dos filhos. É complicado você se abrir com alguém, mesmo que seja alguém que você conheça, a ideia de que você será julgado é mais forte do que você procurar por ajuda, sabe?!
Teve cenas fortes sim, porém não sei dizer se foram necessárias. Cara, eu não estava preparada para o último episódio!
Enfim, esse comentário já está gigante! A série foi ok, não superou minhas expectativas e nem destruiu todas elas. Eu só quero saber o que vão inventar para ter uma terceira temporada! Beijos 🙂

Responda
Clayci 21 de junho de 2018 at 10:58

Eu estou curiosa pela próxima temporada pq quero ver como será a sequência.
Como será trabalhado. Mas assim como vc disse, muitas coisas me incomodaram tbm.
Acredito que muitas das cenas deveriam ter sido cortada =/

Beijo

Responda
Ana 4 de junho de 2018 at 16:31

Infelizmente, a segunda temporada pra mim teve poucos aspectos positivos, diferentemente da primeira temporada que eu defendi com unhas e dentes. Quando anunciaram que ela tinha sido renovada, fui uma das que apontou que ela só foi necessária pelos pontos inventados da primeira temporada (que não existem realmente no livro), o julgamento dos pais da Hannah por ex, quando o trailer da segunda temporada foi anunciado eu fiquei animada porque achei interessantes, na minha concepção, poderiam ter desenvolvido melhor essa temporada, melhorado a linha cronológica dos fatos porque algumas coisas não fizeram sentido pra mim. Fora a minha sensação de injustiça quando eu terminei de assistir. Não gostei 🙁 Asegunda temporada teve mais pontos negativos que positivos. Mas ainda acho válida a mensagem de Atenção e despertamento que o seriado proporciona.

Responda
Ana 4 de junho de 2018 at 16:28

Infelizmente, a segunda temporada pra mim teve poucos aspectos positivos, diferentemente da primeira temporada que eu defendi com unhas e dentes. Quando anunciaram que ela tinha sido renovada, fui uma das que apontou que ela só foi necessária pelos pontos inventados da primeira temporada (que não existem realmente no livro), o julgamento dos pais da Hannah por ex, quando o trailer da segunda temporada foi anunciado eu fiquei animada porque achei interessantes, na minha concepção, poderiam ter desenvolvido melhor essa temporada, melhorado a linha cronológica dos fatos porque algumas coisas não fizeram sentido pra mim. A segunda temporada teve mais pontos negativos que positivos. Mas ainda acho válida a mensagem de Atenção e despertamento que o seriado proporciona.

Responda
Clayci 4 de junho de 2018 at 17:26

Super te entendo, Ana
Vi que a série deixou muita gente dividida e com razão.
Achei ela muito mais pesadas e com muitos gatilhos

Responda
Lilian de Souza Farias 3 de junho de 2018 at 14:19

Olá. Parabéns pelo texto. Infelizmente, como considerei muito fútil e desnecessária a primeira temporada, não vou gastar tempo e energia vendo a segunda, infelizmente, deu trabalho com os jovens que trabalhei na época fazer entender que aqui não tinha relação com a temática que se propunha a mostrar. Se eu verificar que existe uma necessidade por causa do público que trabalho, aí, infelizmente, vou assistir.

Responda
Clayci 4 de junho de 2018 at 17:22

<3<3
Obrigada

Responda
Emy 30 de maio de 2018 at 21:21

Oi Clay!
Eu terminei de assistir a segunda temporada ontem e, eu ainda não sei definir bem o que sinto em relação a ela. Foi muito bom ver o outro lado, pq como sabemos, sempre há dois lados da mesma história. Mas em compensação eu fiquei muito mal com o que aconteceu com o Tyler, fiquei com um peso no coração :/
Eu sei que quiseram transmitir uma mensagem e para muita gente funcionou, mas confesso que ela ferrou com minha cabeça, rs Me deixou com aquele gosto amargo de saber que existem muitas hannah’s, jessica’s e Tyler’s por ai e que infelizmente existem pessoas que tentam culpar as vitimas de bulling e assédio, enquanto aqueles que cometem crimes saem impunes. É muito triste.

Mas também consegui ver coisas positivas… Em alguns momentos refleti sobre oq já passei na época da escola e o que eu fiz de errado tb.. Acho até que senti empatia com alguns personagens nessa segunda temporada.

Enfim, mesmo com coisas boas e ruins, ainda não sei o que sentir por ela haha

Beeijos!
Meraki | Emy Teranishi

Responda
Clayci 4 de junho de 2018 at 16:52

Oi Emy
eu vi que essa temporada deixou muita gente dividida.
E não julgo quem não gostou, pois teve cenas que detestei e achei falhas .. Mas consegui tirar coisas boas dessa temporada.
Torcendo para que o terceiro eles pensem melhor nas cenas.

Responda
Nicole Longhi 30 de maio de 2018 at 18:58

Eu era daquelas que tava julgando o fato de ter uma segunda temporada, porque achei que não era necessário. Mas depois que foi assistindo comecei a gostar e ver eles fechando as pontas que ficaram soltas, nos primeiros episódios não me animei e fui ficando com mais raiva do já tava do Bryce.
Achei essa temporada bem mais pesada, mas ainda gostei mais da primeira.
Fiquei muito chocada no última episódio e morrendo de dó do Tyler também, antes julgava que não devia ter terceira temporada também mas já quero saber o que vai acontecer.

beijinhos

Responda
Clayci 4 de junho de 2018 at 16:26

É torcer para vir a 3 temporada e eles não pesarem tanto na mão rrs

Responda
Maria Luíza Lelis 27 de maio de 2018 at 21:37

Olá, tudo bem?
Vou te confessar que não assisti a primeira temporada inteira e não pretendo assistir a segunda. Assisti apenas alguns episódios dessa nova temporada com uma amiga que estava vendo e meu ranço foi reforçado. Achei que a forma como o suicídio foi abordado na primeira e, até mesmo no livro, foi de uma irresponsabilidade sem tamanho, tanto que foi condenada por diversos especialistas no assunto. Além de ser problemático sair apontando culpados para o suicídio, a série não teve o menor cuidado em mostrar para pessoas que têm depressão que o suicídio não é o caminho, que é preciso pedir ajuda. Pior, eles sequer alertaram sobre as cenas mais pesadas ou que quem se identificasse com a Hannah deveria pedir ajuda.
Soube que na segunda temporada já incluíram alertas, mas não resolveu o problema. Cenas gratuitamente apelativas e a mesma mensagem de que não adianta pedir ajuda, porque ninguém vai fazer nada. As poucas cenas que vi me incomodaram profundamente e são tão problemáticas que não sei nem por onde começar a explicar. Depois vi o alerta de um psicólogo que me deixou ainda mais horrorizada com a falta de responsabilidade da Netflix.
Enfim, fico feliz que essa segunda temporada tenha valido a pena para você e trazido uma perspectiva nova para alguns personagens. No entanto, acho que essa série tem feito mais mal do que bem e espero que a Netflix pare por aí.
Beijos!

Responda
Clayci 29 de maio de 2018 at 09:24

Oi, tudo bem?
Meu ranço também aumentou por alguns personagens e fiquei desanimada com impunidade.
Porém, eles sinalizaram todos os episódios com gatilhos no inicio do mesmo. Ainda mais nessa segunda..
Essa temporada teve muitas falhas, mas acho que ela é super válida para os pais. Ver aquelas cenas em que o silêncio dentro de casa predomina, sabe?
=/

Beijos

Responda
Larissa Zorzenone 27 de maio de 2018 at 17:59

Oi
Eu ainda estou assistindo a segunda temporada. Estou indo pro 8º episódio e, até o momento, estou bastante decepcionada. Concordo que os personagens precisavam de uma conclusão, um julgamento pro Bryce e cada um ter a chance de contar seu lado, mas sinto que tá tendo muita enrolação, mas vou continuar pra saber se minha opinião muda depois. Pelo seu relato, fica melhor, vamos ver.

Vidas em Preto e Branco

Responda
Clayci 29 de maio de 2018 at 09:20

Lari conseguiu finalizar a série?
Sinto te informar que se for em relação ao Bryce fica pior =/
Eu gostei muito da forma que foi trabalha a discussão entre escola e pais, mas muita coisa me desanimou e a impunidade foi a principal delas =/

Responda
Fernanda Santos Barroso 25 de maio de 2018 at 17:59

Olá!
Confesso que eu não gostei dessa temporada. Apesar de achar que os personagens precisavam mostrar o outro lado da história, pois ela sempre tem dois lados, no fim, mesmo mostrando a realidade, o fato de nem mesmo na série ter acontecido alguma coisa boa e justa, ao meu ver, passou a mensagem de que morrer (ou matar, no caso do Tyler), é a única saída pra se ver livre de pessoas e situações tóxicas como essas. No fim, eu fiquei revoltada com todo mundo tentando resolver tudo sozinhos, sem pedir ajuda nem mesmo aos pais (que não tiveram nem a chance de fazerem alguma coisa ou serem negligentes de fato), e também fiquei com raiva dos pais que não notaram como os filhos estavam estranho… Enfim, eu saí dessa temporada mais revoltada e com nojo do que antes. Não sei se veria uma terceira temporada… Especialmente porque fiquei sem dormir com a cena de abuso com o Tyler, isso me deixou MUITO mal…

Responda
Clayci 29 de maio de 2018 at 08:50

Oi Fe, tudo bem?
Muitas coisas me irritaram também. E o sentimento de impunidade foi o principal motivo.
Não sei eles fizeram tudo isso para desenvolver a terceira temporada, mas ficamos com essa sensação de que não adianta procurar ajuda.
Eu consegui tirar pontos positivos, pq na minha opinião achei que essa temporada deveria ser visto por adultos.. pais.. responsáveis.
Se eu que não tenho problemas do tipo me senti mal com inúmeras cenas, fico imaginando com a pessoa que tem reagiu =/

Responda
Ane Carol 24 de maio de 2018 at 17:21

Confesso que assim como você não via a necessidade de uma segunda temporada, porém vejo a importância dos assuntos tratados na mesma. Apesar de ter gostando muito da primeira, ainda não animei para ver a segunda temporada, porém lendo sua resenha vejo que não estou com psicologia para ela. Os episódios final da primeira me deixou bem impactada, então acho que vou adiar um pouco mais para ver.

Responda
Clayci 28 de maio de 2018 at 09:27

Ane eu mudei de opinião quando assisti o primeiro episódio, pq o Bryce precisava ser julgado.
Porém há várias falhas nessa temporada =/ se não estiver com clima nem veja… <3

Responda
Thami Sgalbiero 24 de maio de 2018 at 16:48

Pela forma como acabou, acredito que vai ter uma terceira temporada sim. Tudo começou pela Hannah, mas os outros jovens que estão ali sofrem também, então acho importante falar sobre o bullying de diversos lados e não só do lado da Hannah, porque é importante mostrar que o bullying é feito de várias formas e não só por agressões físicas (por mais que isso seja bem explorado né?). Eu estou no 7º episódio ainda, porque estou assistindo com a minha irmã e quando a série estreou, iriamos fazer maratona porém a internet aqui de casa ficou MUITO lenta, mas to ansiosa pra ver esse último episódio do qual tanta gente está comentando. Enfim, adorei as fotos do post! Você arrasa!

Responda
Clayci 28 de maio de 2018 at 09:25

Thami, conseguiu finalizar a série?
Depois me diz o que achou <3

Responda
Thami Sgalbiero 12 de junho de 2018 at 23:03

Conseguiii! Mesmo achando que já tinha resolvido as questões necessárias na primeira, achei essa segunda bem necessária por causa dos assuntos que foram abordados. E já vi que a Netflix confirmou a 3ª temporada e provavelmente deve falar desses massacres com armas de fogo, ainda mais que lá fora está rolando passeatas pra acabarem com o livre porte de armas.

Responda
Clayci 22 de junho de 2018 at 13:13

SIMMMMMM
Espero que façam uma mensagem BOA sobre isso =/

Responda
Bia 24 de maio de 2018 at 13:28

Eu tenho mixed feelings com essa temporada. Achei melhor do que a primeira, porém achei desnecessário ter 13 episódios! Aliás uma coisa em comum com a 1a temporada é a enrolação para contar os fatos, nossa que nervoso! 1h cada um e aquela enrolação desnecessária!!
Outra coisa que não gostei foi a injustiça em tudo! Fiquei com tanta raiva, pois a gente pensa que finalmente a galera vai pagar pelo que fez e não é o que acontece, isso me deixou mto P!
Por fim, cara, eu fiquei indignada com a forma que o Tyler foi tratado na temporada INTEIRA! Humilhado por todos os personagens (até mesmo aqueles se eram “bons”), como pode o Justin ter sido perdoado por todos e o Tyler só levar fora da galera? Pra depois o Clay ter a cara de pau de falar que se importa com ele no final? Pelo amor de Deus! Não é a toa que o personagem quer fazer um massacre na escola.
Sem contar aquela cena dele no último episódio, gente do céu, achei chocante! Um tanto quanto desnecessária e nem ao menos foi falado sobre aquilo, jogaram a cena no meio e sequer houve uma discussão sobre o assunto. Lamentável!
Não sei se fiquei tão empolgada em ver uma possível 3a temporada, acho que eles deveriam ter encerrado ali. Só de lembrar na enrolação que pode ser uma nova temporada, fico com preguiça de assistir.

bjão!

Responda
Clayci 28 de maio de 2018 at 09:23

Super concordo, Bia.
Conversando com a minha amiga, eu disse que em 6 episódios nós máximo dava pra contar todas a história e evitar várias cenas desnecessárias.

Sobre a injustiça, infelizmente é a realidade.
Só não gostei da forma que ele mostraram isso, dando a entender que não adianta nada denunciar =/

Eu só espero que na 3 temporada essa cena do Tyler e o caso dele seja melhor trabalhado..
É complicado sobre a forma que as pessoas o tratavam nessa temporada, pq se parar pra pensar .. fazemos isso o tempo todo e involuntariamente. Ignoramos, nos sentimos culpados, nos arrependemos..

Enfim consegui tirar vários pontos positivos da série, mas achei que pesaram a mão em várias situações =/

beijos

Responda
Karini 24 de maio de 2018 at 11:47

Tudo bem? Eu assisti a primeira temporada empolgadona, essa segunda já não me animei tanto. Não sei se não estou no clima, ou se não curti mesmo o final.
Meu filho ainda vai assistir para conversamos sobre..
Aí vou ter ideia se foi eu ou não.

Beijos.

http://www.alempaginas.com

Responda
Clayci 28 de maio de 2018 at 09:19

Se não estiver no clima, não assista =/
Teve muitas falhas nessa temporada e mesmo gostando de vários pontos, está bem intensa..

Beijos

Responda
Lilian Moraes 24 de maio de 2018 at 09:19

Não curti muito essa temporada, achei meio enrolada. Por outro lado, parece que conhecemos melhor os personagens, na primeira, parece que os conhecemos apenas pelos olhos da Hannah.
O último episódio me deixou bem mal quando assisti. Triste pensar que alguém pode fazer umas atrocidades dessas.

Beijos
http://orangelily.com.br/

Responda
Clayci 28 de maio de 2018 at 09:13

Vi que teve muita gente que não gostou dessa segunda temporada.
Eu fiquei bem dividida. Consegui tirar coisas positivas assistindo, mas confesso que mexeu comigo (e imagino como deve ter sido para quem sofre de algum problema tratado na série). Senti que teve muitas falhas e que a história poderia ter sido resumida em 6 episódios… mas não me arrependi de ter assistido..

E o último episódio foi tenso demais =/

Responda

Deixe um comentário

* Seu comentário será enviado para aprovação.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE